Sebo Capricho
Entregas para todo o Brasil

Parcelas até 12x no cartão

Entregas de Moto Táxi para Londrina

Whatsapp: (43) 991271035
(43) 3028-8581

O maior acervo de livros usados do Paraná

Carrinho (0)
Busca Rápida:
Blog Sebo Capricho
Conheça Annie Ernaux, vencedora do Nobel de literatura em 2022
Toda Rede
04 de Novembro de 2022

 

A escritora francesa Annie Ernaux foi a vencedora do Prêmio Nobel de Literatura em 2022. Uma das mais importantes autoras da França, Annie escreveu mais de 20 livros, a maioria deles sobre a vida cotidiana em seu país, com viés autobiográfico. Por isso, sua obra é um retrato da intimidade de uma mulher na sociedade francesa pós-guerra. 

O prêmio Nobel da literatura foi entregue a Annie Ernaux, conforme os organizadores, "pela coragem e acuidade clínica com que desvenda as raízes, os estranhamentos e os constrangimentos coletivos da memória pessoal."

Aqui no Sebo Capricho, você pode comprar ou encomendar as obras de Ernaux diretamente pelo Whatsapp. 

Quem é Annie Ernaux

Annie Ernaux nasceu em 1940, em Lillebonne, na França. De acordo com informações da editora Fósforo, que publica seus livros no Brasil, ela estudou na universidade de Rouen e foi professora do Centre National d’Enseignement par Correspondance por mais de trinta anos. Seus livros são considerados clássicos modernos na França. Em 2017, Ernaux recebeu o prêmio Marguerite Yourcenar pelo conjunto de sua obra.

A escritora é uma das convidadas da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) de 2022. Ela participa da mesa Diamanto Rubro, ao lado de Veronica Stigger, no dia 26 de novembro. A Flip começa em 23 de novembro.

Conheça alguns livros de Annie Ernaux

Annie Ernaux é autora de um dos projetos literários mais poderosos e originais de nossos tempos.

Seu livro “O Lugar (1983)” traz as bases do projeto literário da autora., que se debruça sobre a vida do próprio pai para esmiuçar relações familiares e de classe, numa mistura entre história pessoal e sociológica que décadas mais tarde serviria de inspiração declarada a expoentes da autoficção mundial e a grandes nomes da literatura francesa.

Já o livro A Vergonha (1997) traz uma semente que, anos depois, daria origem a Os anos. Com a linguagem cortante e desprovida de sentimentalismos pela qual ficou conhecida, a autora se debruça sobre um episódio de violência doméstica do pai contra a mãe quando tinha doze anos e põe em curso o doloroso processo de rememoração de uma experiência traumática, ao mesmo tempo que identifica nesse incidente a gênese de um sentimento que passaria a acompanhá-la para o resto da vida: a vergonha.

 

O Acontecimento (2000) é considerado o mais urgente de todos os livros de Ernaux. O acontecimento é o relato de um aborto ilegal realizado pela autora aos 23 anos. Em 1963, Annie Ernaux, então estudante de letras, engravida do namorado que acabara de conhecer. Sem poder contar com o apoio dele ou da própria família numa época em que o aborto era proibido na França, ela vive praticamente sozinha o acontecimento que tenta destrinchar neste livro quarenta anos depois, quando já é uma das principais escritoras de seu país.

 

Em Os Anos (2008) Ernaux lança mão de um sujeito coletivo e indeterminado que ocupa o lugar do eu para dar à luz um novo gênero literário, no qual recordações pessoais se mesclam à grande História. Por sua prosa original, vemos passar seis décadas de acontecimentos, entre eles Maio de 68, a Guerra da Argélia, a revolução dos costumes, o nascimento da sociedade de consumo, as principais eleições presidenciais francesas, a virada do milênio, o Onze de Setembro e as inovações tecnológicas.


Annie Ernaux blog Sebo.jpg
Créditos: Divulgação
Compartilhe:
Deixe um comentário